...
Pular para o conteúdo

Repinte

Como e quem pode ser síndico?

    Para manter a organização de um edifício, organizar despesas, trazer equilíbrio para o fluxo de caixa do prédio e ainda conciliar possíveis conflitos dos condôminos, a presença de um síndico é essencial. Sendo um morador ou um síndico profissional, administrar um edifício de forma satisfatória está longe de ser uma tarefa simples. É preciso muita garra e disciplina. Mas, também está longe de ser um bicho de sete cabeças. Confira a seguir mais informações sobre esse cargo e alguns detalhes que mostram o que é preciso para se tornar um síndico.

    Como é feita a eleição para o cargo de síndico?

    De acordo com o Artigo 1.347 do Código Civil, a eleição de síndico deve ser realizada por meio de uma assembleia, onde ao ser eleito poderá administrar pelo período de dois anos, com a possibilidade de reeleição. É permitido que o candidato em questão seja ou não um condômino, porém, no caso de pessoa jurídica, é necessário comprovar que realmente exerce a profissão de síndico.

    Quais áreas de interesse são necessárias?

    Por se tratar de uma função administrativa, é desejável que o candidato em questão tenha afinidade com áreas como administração, recursos humanos, finanças, contabilidade e direito.

    O que o síndico precisa saber para exercer com maestria o seu cargo?

    Todo condomínio possui o seu Regimento Interno, respaldados pelo Código Civil, para que sigam as leis durante o período da administração do edifício. É imprescindível que o síndico estude ao máximo esse Regimento Interno, já que nele estão incluídas diversas questões que podem auxiliá-lo nas mais diversas situações que podem ocorrer ao longo do seu mandato.

    Existe mais Leis que devem ser estudadas?

    Sim. Levando em conta que existem contratações de funcionários para o condomínio, é importante ter conhecimento das Legislações Trabalhistas e CLT, para que todo o processo de contratação e permanência aconteçam da forma mais tranquila possível para ambas as partes.

    O síndico deve estabelecer as mesmas regras tanto para proprietários, como para inquilinos?

    Sim, afinal, todo condomínio possui entre seus moradores proprietários e inquilinos. Para isso, é interessante que o síndico também estude a Lei do Inquilinato para compreender mais sobre direitos e deveres de inquilinos dos apartamentos, qual a melhor forma de agir conforme as regras estabelecidas pelas Leis do Código Civil.

    Seraphinite AcceleratorOptimized by Seraphinite Accelerator
    Turns on site high speed to be attractive for people and search engines.