Zelador: por que contar com esse profissional?

Para o bom funcionamento de um condomínio, contar com colaboradores capacitados é essencial. Entre eles, podemos dizer que, assim como o síndico, o zelador está entre as prioridades no quadro de funcionários de um edifício. Isso porque essa função está atrelada em diversas atividades que são de extrema importância para garantir a segurança e bem-estar de todos os moradores. Mas afinal, quais são as atividades exercidas pelo zelador dentro de um prédio? É o que iremos conferir a seguir. 

A principal função de um zelador, assim como o próprio nome já diz, é zelar pelo condomínio. Traduzindo, isso faz com que ele seja o responsável por fazer com que tudo que aconteça no condomínio flua da melhor maneira possível: fiscalizando as áreas comuns do condomínio, orientando funcionários de manutenção e limpeza, reportando qualquer problema ou reclamação para o síndico, manter contato com a empresa que realiza a administração do condomínio, entre outros. 

Desmembrando o que foi citado anteriormente, podemos reforçar a necessidade do zelador em situações como por exemplo, quando há a necessidade de verificar uma infiltração ocorrida na garagem. É ele quem deve fazer essa fiscalização periódica, repassá-las ao síndico e/ou administradora e propor aos mesmos o que deve ser feito para que o problema seja solucionado. Também é função do zelador acompanhar qualquer tipo de reforma ou serviço, para saber se estudo está sendo feito corretamente e também para garantir mais segurança aos moradores.

E ao contrário do que muitos condôminos imaginam, certas reformas dentro dos apartamentos necessitam sim, do acompanhamento do zelador. Isso porque alguns moradores desejam retirar paredes que podem ser estruturais e que, caso retiradas, podem afetar seriamente toda a estrutura do edifício. Por isso, é sempre importante que o zelador realize visitas periódicas na unidade em obra.

No que diz respeito ao bem-estar, o zelador também é peça-chave para conciliar diversas situações que podem envolver os condôminos ou colaboradores. Usando como exemplo, nesse período delicado em que estamos vivendo, por conta do isolamento, certas áreas comuns do prédio, como piscinas e academias estão sendo reabertas aos moradores aos poucos. Neste caso, o zelador pode auxiliar a organizar o uso dessas áreas de maneira que forneça o mínimo de riscos para a saúde de todos, mas que ainda seja possível usufruir com cautela desses ambientes. 

Um zelador capacitado pode trazer diversas soluções e de quebra, fazer com que a rotina no condomínio flua de maneira bem mais saudável!