Trincas: aviso ou prelúdio? Fique atento(a)!

Já conversamos, anteriormente, sobre a importância de manter a atenção nas manifestações patológicas de um imóvel. 

As paredes falam e demonstram quando precisam de restauração ou alguma categoria de serviço. Essas demonstrações podem ser um aviso ou um prelúdio, principalmente quando falamos de trincas. 

No mundo da restauração, existem inúmeras categorias de trincas e um serviço dedicado para cada uma delas. Se faz necessário, em qualquer hipótese, a análise prévia para que se determine o tipo de serviço prestado para cada uma delas e a complexidade deste. 

Entre casas ou prédios, novos ou antigos, as trincas não fazem distinção e podem surgir a qualquer momento. Geralmente, elas são um aviso de que problemas com a manutenção estão presentes na obra, a complexibilidade desses problemas pode variar entre a dilatação, retração térmica ou movimentações que interferem, de alguma forma, na estrutura base do prédio.

Vamos relembrar os tipos mais comuns de trincas e o que elas podem causar:

Retração

Nos canteiros de obra, o preparo do cimento exige uma alta quantidade de líquido, visando o aumento do composto e, também, para facilitar a funcionalidade dos elementos. 

O processo de retração ocorre quando há redução do volume da massa de concreto e, também, como consequência da perda de água do material.

Deformação

Nesse caso, a constante exposição do imóvel ao sol, em determinados períodos do dia, podem causar a chamada dilatação térmica. Ela também ocorre devido a cálculos mal formulados e, também, se o imóvel sofrer sobrecargas inadequadas ao proposto no projeto de construção. 

Esse tipo de fissura pode gerar deformações no traço do concreto. Por isso mesmo, a proporção dos diversos materiais que compõem o cimento deve ser muito bem planejada, de modo a evitar essa categoria de risco. 

Estrutural 

No projeto de construção, é necessário considerar a acomodação e o assentamento do solo, ou seja, o local onde a estrutura será levantada. Sem esse planejamento prévio, as chances da edificação sofrer deslocamento é alta e o aparecimento das trincas, maior ainda.  

Se a trinca apresentar tamanho superior a 0,5 mm, significa que problemas estruturais graves existem na obra. Nesse caso, elas devem ser analisadas por profissionais quanto antes, de modo a evitar acidentes ou desabamentos no empreendimento.

Os profissionais Repinte estão preparados para identificar e te orientar quanto a qualquer processo a ser realizado para qualquer uma das três opções acima. 

Trincas são um assunto sério, não deixe sua família na mão de qualquer um!