Prédios de SP: Edifício Planalto

Alguns edifícios de São Paulo são tão icônicos que, mesmo quando não sabemos o nome deles, ficam guardados em nossas mentes. O Edifício Planalto, por exemplo, pode ser considerado um deles. Localizado no movimentado bairro da Bela Vista, no centro de São Paulo, é impossível não ter suas atenções atraídas pelo prédio de varandas extensas, diferentes cores e cheio de riquezas em detalhes. Mas afinal, o que faz o Edifício Planalto chamar tanta atenção assim?

Podemos dizer que seu projeto faz parte de uma polêmica antiga. Isso porque João Artacho Jurado, empresário responsável por esse e outros edifícios icônicos da cidade, não era formado em engenharia, muito menos arquitetura. Artacho Jurado possuía funcionários formados que assinavam suas obras, e isso gerava grande desconforto por parte dos profissionais da área na época e também pelo CREA (Conselho Regional de Engenharia e Agronomia). 

Também trabalhava de forma diferente, vendendo apartamentos na planta e acrescentando diversos itens considerados de luxo, como piscina, playgrounds, salas de leitura, salões de festas e diversas áreas comuns em apartamentos para a classe média. Os altos valores causados pela sua exuberância eram compensados com espaços para luminosos prontos para receber propagandas no topo dos edifícios ou por vagas de garagem extras para serem alugadas.

O Edifício Planalto foi mais um marco da exuberância de Artacho: construído no ano de 1956, tinha como objetivo trazer 294 apartamentos divididos em 26 andares que atendessem diferentes necessidades. Para isso, foram feitas diferentes plantas que podem variar de 35 à 400 metros quadrados. Sua área interna também é dividida em três blocos, que receberam os nomes de Santo Amaro, Maria Paula e Genebra. Na sua cobertura, um majestoso salão de festas possui uma vista de tirar o fôlego da cidade. 

As inúmeras pastilhas que cobrem o prédio, de cores variadas, tem uma razão. Artacho, após uma viagem ao Rio de Janeiro, alegou que São Paulo era uma cidade extremamente cinza, e que precisava de novas cores em sua paisagem. E deu certo: Graças a isso, foi e ainda é constantemente escolhido para se tornar cenário de filmes, novelas, videoclipes e até mesmo propagandas. Em 2017, foi feita uma exposição no andar térreo do edifício com o nome “Edifício Planalto: 60 anos de cor em São Paulo”. A exposição reuniu diversas fotografias, desenhos, objetos e até mesmo projetos que contam toda a história do condomínio e até mesmo dos moradores ilustres que por ali já passaram. Uma construção para nenhum arquiteto da atualidade botar defeito!