Prédios de SP – Edifício Altino Arantes (Antigo Banespa)

Talvez você não conheça esse edifício pelo seu nome original: Edifício Altino Arantes, um dos maiores cartões postais da cidade de São Paulo, mas, se o chamarmos pelo seu antigo apelido, você se lembre de imediato. O Edifício Altino Arantes é mais popularmente conhecido como Banespão.

Projetado no ano de 1938 pelo arquiteto Plínio Botelho do Amaral, com o objetivo de abrigar a diretoria do Banco Banespa, suas linhas foram claramente inspiradas no icônico Empire State Building, de Nova Iorque. O projeto levou 8 anos para ser concluído, sendo inaugurado em junho de 1947, causando impacto graças aos seus impressionantes 161 metros de altura (foi por duas décadas o prédio mais alto do país) e pelo seu requinte, já que seu saguão continha diversos elementos em bronze, além de paredes revestidas em mármore. Para trazer ainda mais luxo, o 5º andar, reservado para os diretores, foi totalmente revestido em jacarandá-paulista, que fora executada pelo Liceu de Artes e Ofícios.

Com a privatização do Banespa nos anos 2000, ao ser comprado pelo Banco Santander, surgiram várias dúvidas de qual seria o destino desse edifício imponente, já que na década de 90 algumas de suas áreas já haviam sido tombadas pelo patrimônio histórico. As visitas do público permaneceram até 2015, quando foi fechado para reformas.

Reaberto ao público em 25 de janeiro de 2018, 464º aniversário de São Paulo, o Edifício Altino Arantes recebeu o nome de Farol Santander e se tornou um verdadeiro complexo de cultura e lazer. 11 de seus 35 andares estão abertos para visitação, entre eles um andar reservado para um museu contendo toda a história do edifício, desde o início da sua construção; andares reservados para exposições nacionais e internacionais que permitem interação com os visitantes; outro com uma pista de skate; espaço para palestras sobre empreendedorismo; cafeterias e até mesmo um impressionante loft de 350 metros quadrados e vista panorâmica, que pode ser locado via Airbnb, mas o diferencial que o edifício possui desde os tempos de Banespão é a sua impressionante vista 360 graus, que possibilita observar além das imponentes construções do centro da cidade, os arranha-céus da Avenida Paulista, o Pico do Jaraguá e até mesmo a Serra do Mar. 

Uma verdadeira imersão pela história de São Paulo, tanto para quem mora aqui, quanto para quem vem a passeio. Vale a visita!