Especialista em restauração predial.

Entenda como funciona a limpeza da fachada predial

18 de dezembro de 2018

A gestão de um condomínio é sempre uma tarefa complexa, que exige estar envolvido de forma bem próxima às questões financeiras do prédio e às reclamações dos inquilinos. Nesse contexto, algumas vezes, por não saber o que priorizar, a limpeza de fachada predial acaba sendo adiada indefinidamente.

Mas assim que decide fazer a tarefa, o responsável percebe que não deveria ter adiado tanto. A necessidade da limpeza vai muito além do puramente estético, sendo extremamente importante para a manutenção preventiva do prédio.

Neste artigo, vamos explicar o porquê dessa importância, como essa limpeza é feita e a necessidade de contratar uma empresa especializada no serviço.

Por que fazer a limpeza de fachada predial?

Não podemos negar que o motivo mais evidente é estético. Um edifício com a fachada limpa e bem cuidada é mais agradável de se olhar. Mas também não podemos esquecer a importância de uma bela fachada.

A aparência externa é o cartão de visitas de uma empresa ou condomínio. É a primeira impressão em quem chega ao local, seja para fazer negócios ou alugar um apartamento. Assim, a limpeza da fachada predial influencia diretamente na valorização do imóvel, um primeiro motivo que já não pode ser ignorado.

Outro motivo é menos óbvio, mas não menos importante. A limpeza regular da fachada permite que pequenos problemas sejam descobertos bem mais rapidamente, antes que se tornem maiores.

Assim, ao realizar a limpeza, um profissional capacitado é capaz de perceber facilmente quando a impermeabilização da fachada começa a falhar ou de encontrar pequenas rachaduras que poderiam vir a crescer.

Finalmente, a limpeza de fachada predial faz com que as próximas sejam mais fáceis, e, consequentemente, mais viáveis do ponto de vista financeiro. Um dos fatores que influenciam no orçamento, como vamos ver a seguir, é o grau de sujeira.

Assim, fazendo a limpeza com regularidade, não há tempo para a sujeira acumular, facilitando o trabalho dos profissionais contratados e diminuindo a quantidade necessária de produtos e, portanto, o preço do serviço.

Quais fatores influenciam na limpeza?

A limpeza de fachada predial não é um único serviço que pode ser aplicado a todos os edifícios. Consiste em um conjunto deles, escolhidos baseando-se no prédio em que será feita. Os fatores que influenciam essa escolha serão descritos a seguir.

Grau de sujeira da fachada

Como já falamos, o grau de sujeira da fachada é um desses fatores. Isso se dá porque altera a quantidade e no tipo de produto de limpeza a ser utilizado.

Tipo de revestimento da construção

O revestimento também influencia no tipo de detergente usado, pois certos materiais, como vidro e alumínio, podem ser danificados por produtos mais alcalinos, que são mais eficientes para limpar pastilhas e cerâmicas. O tipo de revestimento também tem um papel importante na regularidade ideal das limpezas.

Acessibilidade

Nesse caso, acessibilidade se refere à facilidade que o limpador tem acesso à fachada. Se há espaço para andaimes, balancins ou é necessário rapel. Junto com a altura do prédio, define de que maneira o profissional realizará o serviço

Altura do prédio

Outro fator decisivo no tipo de serviço. Prédios de até nove metros de altura permitem que todo o trabalho seja realizado do chão; acima disso, são necessários andaimes, que estendem o limite a 40 metros. Por fim, o alpinismo social e os balancins elétricos, que não têm limite de altura.

Como é feita a limpeza de fachada predial?

Para a limpeza em si, normalmente se utilizam broxas e escovas específicas ou hidrojateamento. Como agente de limpeza, normalmente se usam detergentes específicos, que agridem menos a fachada e o meio ambiente.

Para o acesso ao prédio, há vários meios, já citados anteriormente. Quando a limpeza é feita do chão, são utilizados cabos extensores com as escovas e rodos acoplados na ponta. Para o uso de andaimes, é necessário que haja espaço no chão para que ele seja instalado.

Os balancins, já mencionados antes, nada mais são do que uma plataforma móvel que fica pendurada na lateral do prédio sendo içada ou rebaixada por meio de um sistema de cordas e um motor elétrico. São indicados principalmente para fachadas muito extensas, pois permitem maior movimento lateral, o que agiliza o processo.

O alpinismo industrial (uso de equipamentos de rapel) é o modo mais versátil de limpeza de fachada predial, pois é possível ser utilizado em qualquer prédio. Para realizar esse tipo de serviço, a empresa responsável deve ter a devida autorização e cumprir as exigências da Norma Regulamentadora n°35 (NR35) que regula trabalho em altura.

Em qualquer dos casos, mesmo quando ele é feito do chão, os profissionais no local devem usar Equipamentos de Proteção Individual (EPI) adequados, como capacetes, botas, luvas e óculos de segurança.

Quando há necessidade de sair do chão, a NR35 prevê o uso de vários EPI adicionais, como cordas semiestáticas, ascensor de punho, trava queda etc. além da delimitação da área em que será feito o serviço.

Qual a periodicidade ideal para a limpeza?

Como vimos, fazer a limpeza de fachada predial com regularidade é importantíssimo para a manutenção da construção. Por outro lado, a limpeza excessiva, assim como a mal feita, podem danificar a pintura do edifício.

A periodicidade vai depender então do tipo de material do revestimento e da localização do prédio. Em situações normais, a maioria dos revestimentos requer uma limpeza regular a cada quatro anos, com vidros requerendo limpezas mais regulares. Fatores ambientais, como nível de poluição ou proximidade com o mar, fazem com que esse tempo diminua, devido a maior exposição à sujeira e agentes abrasivos.

Por que contratar uma empresa especializada?

A limpeza de fachada predial é uma tarefa que envolve uma série de conhecimentos específicos, do tipo ideal de detergente a técnicas de alpinismo e normas de segurança, para que possa ser realizada de maneira eficiente e segura. Por isso são necessários profissionais capacitados e experientes.

Seria possível capacitar o pessoal que já trabalha no condomínio para fazer o serviço, mas entra então outro fator: os equipamentos especializados. As máquinas de jateamento, equipamentos de alpinismo e produtos de limpeza — todos deveriam ser adquiridos.

Com uma periodicidade de 4 anos, o investimento em capacitação e equipamento simplesmente não traz um bom retorno, sendo mais prático e econômico escolher um bom fornecedor para fazer o serviço.

Agora que você entendeu a importância da limpeza de fachada predial e como ela funciona, é mais fácil parar de adiar e colocá-la na pauta do condomínio com a devida regularidade, antes que a limpeza se torne uma reforma de emergência.

Se você quer saber o que Repinte pode fazer pelo seu condomínio, entre em contato conosco.