Especialista em restauração predial.

Entenda a importância da manutenção preventiva em condomínios

26 de outubro de 2018

Como síndico, você deve saber que a manutenção preventiva é uma das maneiras mais eficazes de evitar imprevistos e acidentes no condomínio, não é mesmo? Além disso, tomar medidas para a preservação da propriedade gera visibilidade e eficiência para a gestão.

Equivalente a qualquer outro bem, os imóveis sofrem danos e degradam-se com o passar do tempo. Por isso, é essencial que a administração obtenha controle sobre o estado de conservação da infraestrutura e de suas instalações, a fim de garantir segurança e evitar incômodos aos moradores.

Pensando nisso, preparamos o artigo para que você entenda a importância da manutenção preventiva e quais os benefícios que ela oferece para o condomínio. Confira!

Qual é a importância da manutenção preventiva?

Imagine a situação em que, de uma hora para outra, a energia caia no condomínio. Como gestor, você estaria preparado para lidar com as reclamações? Ou, ainda, a propriedade conta com gerador ou serviços emergenciais para minimizar danos e imprevistos?

Precaver-se de casualidades e falhas na infraestrutura torna-se uma medida necessária e de maior importância para assegurar estabilidade para o imóvel. E saiba que é atribuição do síndico planejar manutenções que visem a preservação das áreas comuns do condomínio.

Pensando ainda na atuação da administração, essa deve manter o bom desempenho dos serviços e antecipar reformas, inspeções e vistorias prévias, com o objetivo de evitar contratempos aos condôminos.

Entenda que os equipamentos e demais elementos que compõem o imóvel apresentam sinais de deterioração com o passar do tempo e exigem cuidados regulares. Reformas emergenciais ou consertos, que não estavam previstos no orçamento, podem acabar saindo muito mais caros caso as medidas preventivas não sejam tomadas.

Quais são os benefícios para o condomínio?

A gestão adquire muitas vantagens ao realizar a manutenção preventiva no imóvel. O principal deles é a redução de gastos desnecessários e sem planejamento — o que ocasiona maior economia para todo o condomínio.

Além disso, muita dor de cabeça é poupada se os problemas forem solucionados no tempo certo. Reparos onerosos e manutenções não previstas incomodam o sossego e desestabilizam a harmonia entre os moradores. Inclusive, o síndico pode correr o risco de prejudicar sua imagem e perder credibilidade diante dos condôminos.

Dessa forma, confira a seguir as principais vantagens da manutenção preventiva e como ela oferece melhorias para o imóvel.

Economia de custos

Certamente, muitos custos são evitados quando se opta por planejar vistorias periódicas e regulares nos equipamentos e áreas comuns do condomínio. Dependendo do tipo da reforma a ser feita, e caso as medidas preventivas não sejam tomadas, é provável que o valor do conserto torne-se muito mais elevado.

Portanto, evite ao máximo agir apenas em emergências ou quando o problema já se encontra fora de controle. A contratação de técnicos e especialistas que atendem 24 horas, onera o orçamento e faz com que os moradores tenham que pagar taxas acima do estipulado.

Redução de riscos

É essencial realizar vistorias, testes e demais verificações em elevadores, sistema de combate a incêndio, instalações hidráulicas e elétricas etc., com o objetivo de reduzir ao máximo o risco de acidentes. Com isso, muitos danos são poupados e a gestão adquire maior controle sobre os equipamentos e as áreas comuns do imóvel.

Analise se a situação financeira e física do condomínio conseguiria arcar com os altos valores para realizar uma reforma na bomba de água, por exemplo. É muito mais inteligente resguardar-se de surpresas do que contar apenas com a sorte, não é mesmo?

Valorização do imóvel

Esse é um ponto de extrema importância para a gestão condominial. Isso, porque, possíveis compradores buscam por imóveis preservados, que ofereçam segurança e sinais de valorização no futuro.

De qualquer maneira, a possibilidade de um edifício aumentar seus ativos, só é viável caso ele mantenha-se conservado com o passar do tempo. É muito mais difícil atrair investidores quando as instalações são antigas ou se as fachadas apresentam marcas de deterioração e sujeira, por exemplo.

Aumento da segurança

Um dos atributos mais importantes para quem opta por morar em um condomínio é a segurança. Até porque, o crescimento desse tipo de residência se dá devido à demanda por serviços de qualidade e a certeza de não ter que lidar com inconvenientes e possíveis imprevistos com reformas.

Portanto, o síndico deve assegurar que todas as verificações estão em dia e que os equipamentos funcionam corretamente. Assim, evita-se maiores problemas com infiltrações, quedas de energia, instalações defeituosas e qualquer outro tipo de incidente que comprometa o bem-estar e a rotina dos moradores.

Diminuição do tempo de inatividade do equipamento

É comum que muitos instrumentos apresentem sinais de deterioração com o passar dos anos. Isso põe em risco não apenas os condôminos, mas também os trabalhadores que atuam nas manutenções do imóvel. Nesse caso, a gestão pode ser autuada por negligenciar reparos básicos e acabar tendo que lidar com multas e indenizações.

Portanto, o síndico deve realizar levantamentos periódicos com as manutenções e substituições de peças que julgar serem necessários. Assim, assegura-se um bom funcionamento e prolonga-se a vida útil dos equipamentos — garantindo também sua eficiência.

Que medidas tomar para garantir a manutenção preventiva?

Se você é um síndico que se preocupa com as medidas preventivas, comece analisando o estado em que se encontra todas as instalações, tanto hidráulicas quanto elétricas, e se é necessário realizar alguma correção para obter melhor desempenho.

Também é possível produzir um calendário para as manutenções e determinar a periodicidade e as instruções necessárias para que maiores danos sejam evitados. Entretanto, não abra mão de um acompanhamento criterioso e, se for preciso, busque ajuda profissional para supervisionar as intervenções de melhoria.

Planejar a manutenção preventiva no condomínio demonstra responsabilidade e agilidade por parte do síndico e da sua gestão. Além disso, ela possibilita que os moradores tenham mais segurança e mantenham suas residências resguardadas de possíveis acidentes e falhas na infraestrutura. Seguindo nossas dicas, o bem-estar e a harmonia de todos os condôminos estarão garantidos!

Gostou do artigo? Então, assine nossa newsletter e fique por dentro de todas as novidades!