Especialista em restauração predial.

Descubra como tratar trincas em fachadas

4 de março de 2019

Entender como tratar as trincas em fachadas é uma tarefa que exige comprometimento por parte da gestão condominial. Isso porque esse tipo de problema pode fazer com que ocorram danos maiores na estrutura e, também, acabar comprometendo a estética do empreendimento.

Assim, profissionais especializados devem ser solicitados com o objetivo de realizar manutenções, inclusive preventivas. Porém, qualquer tipo de alteração deve ser comunicada em assembleia para todos os condôminos — que podem opinar e exigir, de tempos em tempos, soluções para esse tipo de situação.

Ficou curioso? Então, continue a leitura e descubra quais são os tipos e como tratar trincas em fachadas do imóvel. Acompanhe!

Como surgem as trincas em fachadas?

As trincas podem aparecer em qualquer tipo de construção e, geralmente, elas são um aviso de que existem problemas estruturais na edificação que precisam ser reparados. Assim, elas surgem em qualquer momento da vida útil do imóvel.

Se a edificação sofre algum tipo de tensão ou tem a estrutura mal projetada, facilmente podem ocorrer deformações ao longo do tempo. Isso se dá devido à dilatação ou retração térmica do cimento — que apresenta falhas quando entra em contato com compostos químicos em excesso, como o sulfato. 

Além disso, causas externas ao imóvel também podem causar danos. É comum, por exemplo, que a trepidação de máquinas pesadas de obras na pavimentação das ruas ou, até mesmo, a alteração do fluxo de veículos ao redor do prédio causem o problema.

Portanto, é extremamente importante a análise do local por um engenheiro para saber qual é a gravidade da ocorrência. Entretanto, não são todas as trincas que oferecem riscos. Para isso, deve-se averiguar, em um curto espaço de tempo, se a fissura aumenta e se é possível solucioná-la com simples reparos.

Quais são os principais tipos?

Confira quais são os tipos mais comuns de trincas em fachadas.

Fissuras de retração

Esse tipo de fissura surge com frequência nas edificações. Nos canteiros de obra, o preparo do cimento exige uma alta quantidade de líquido, visando o aumento do composto e, também, para facilitar a trabalhabilidade dos elementos. 

O processo de retração ocorre por causa da redução do volume da massa de concreto e, também, como consequência da perda de água do material.

Fissuras de deformação

Nesse caso, a constante exposição do imóvel ao sol, em determinados períodos do dia, podem ocasionar a chamada dilatação térmica. Ela também ocorre devido a cálculos mal formulados e, também, caso a construção sofra com sobrecargas inadequadas.

Assim, esse tipo de fissura pode gerar deformações no traço do concreto. Por isso mesmo, a proporção dos diversos materiais que compõem o cimento deve ser muito bem planejada, a fim de evitar esse tipo de risco. 

Fissuras estruturais

No projeto de construção, é necessário considerar a acomodação e o assentamento do solo, ou seja, o local onde a estrutura será levantada. Portanto, a fundação deve ser bem-feita, evitando-se a possibilidade de a edificação sofrer com deslocamentos que ocasionem trincas.

Caso a fissura apresente um tamanho superior a 0,5 mm, provavelmente a avaliação apontará problemas estruturais graves na obra. Nesse caso, elas devem ser analisadas por profissionais o quanto antes, a fim de evitar acidentes ou desabamentos no empreendimento.

Como tratar trincas em fachadas do condomínio?

A administração do condomínio deve manter-se atenta às causas e possíveis consequências das trincas. Para isso, pode-se realizar manutenções preventivas, a fim de solucionar o problema. A utilização de telas de reforço para determinados locais, assim como a execução de juntas de movimentação e dilatação, são algumas opções para esses casos.

Mesmo assim, caso as fissuras continuem surgindo, é necessário contratar um serviço de consultoria para as fachadas — que vai alertar sobre os locais de maior impacto na estrutura do edifício. Assim, o tratamento pode demorar dias ou semanas, devido ao tempo de secagem e cura dos produtos aplicados. O importante, aqui, é entender que a causa deve ser tratada antes de realizar a correção. 

Dependendo do tipo de trinca, pode ser necessário substituir ou, até mesmo, aplicar um novo revestimento. No caso de deformações, por exemplo, o estado de aderência deve ser verificado e a utilização de um barramento nas paredes é indispensável. 

Como evitar que surjam trincas na fachada do imóvel?

Confira algumas dicas sobre o que fazer para evitar que trincas apareçam na fachada do seu condomínio. 

Adote medidas preventivas durante a construção

As medidas preventivas são extremamente importantes na hora de construir o empreendimento. Deve-se ter uma atenção especial com a fundação da obra, analisando se o solo comporta a edificação. Para isso, um bom planejamento e execução são essenciais. 

Realize um bom projeto de fachada

Analisar bem quais são as variações do ambiente é um passo importante na delimitação do projeto da fachada. Por isso, atente-se a qualquer sinal de deterioração ou movimentação excessiva nas ruas próximas — pois elas podem acabar tornando o surgimento das trincas algo recorrente.

Contrate um serviço especializado 

Com a contratação de profissionais especializados no assunto, obtém-se um panorama completo da gravidade das trincas ou fissuras. Inclusive, eles devem ser solicitados antes mesmo do início do projeto, com o objetivo de encontrar as possíveis causas da geração das tensões no imóvel. 

Geralmente, muitas construtoras encontram dificuldades para identificar os locais de maior acúmulo de tensões no momento de projetar um empreendimento. E isso pode resultar em diversas falhas em vigas, lajes e pilares. O serviço de consultoria, nesse caso, serve para amenizar possíveis impactos e demais situações danosas à edificação.

A Repinte é uma empresa paulista especializada em realizar todo o processo de restauração de fachadas, como pintura, troca de pastilha, entre outros serviços de manutenção. Além disso, ela atua com expertise há 20 anos no mercado, atendendo às expectativas de todos os seus clientes.

Agora que você já sabe como tratar trincas em fachadas, certamente a tarefa de resolver o problema será muito mais fácil. Lembre-se de que é extremamente importante contar com a ajuda de especialistas no assunto para que não haja ocorrências desse tipo no futuro. Assim, o síndico tem a chance de aumentar a sua credibilidade com os moradores, oferecendo o que existe de mais moderno para o condomínio.

Gostou do conteúdo? Então, entre em contato com a Repinte e conheça todas as soluções que oferecemos para o seu imóvel. Até a próxima!