Especialista em restauração predial.

Como administrar um condomínio? Confira nossas 6 dicas

27 de maio de 2019

Para um síndico preocupado com a qualidade dos serviços prestados, é fundamental entender como administrar um condomínio da melhor forma. Essa tarefa, no entanto, exige uma atenção redobrada, pois é preciso lidar com inúmeras questões cotidianas.

Além de ter a responsabilidade sobre toda a parte administrativa do imóvel, é preciso realizar reuniões de assembleia, fiscalizar os funcionários, atender às solicitações dos moradores, entre outras atividades. Assim, torna-se essencial obter conhecimento sobre as principais áreas do empreendimento para que seja possível oferecer um trabalho de excelência.

Ficou curioso sobre o assunto? Então, continue a leitura e confira 6 dicas para aprender como administrar um condomínio. Acompanhe!

Saiba qual é a importância da gestão condominial

Um imóvel tem muitos aspectos a serem administrados, como a manutenção e a limpeza das piscinas, dos salões de festa e jogos e das quadras esportivas. Além disso, exige-se o cuidado com a parte burocrática — que diz respeito às regras e normas instituídas por meio das assembleias de moradores. 

Assim, uma gestão eficiente deve ter conhecimento sobre contabilidade, legislação condominial e trabalhista, noções sobre eletricidade, hidráulica, entre outros tipos de serviços. Portanto, é fundamental que o síndico esteja ciente de seus compromissos diante do empreendimento, para garantir o bem-estar e a segurança de todos. 

Descubra como administrar um condomínio

Agora que você já sabe que as tarefas demandam uma atenção extra da gestão, é essencial estar disposto a melhorar, também, todos os processos que dizem respeito ao imóvel. A seguir, confira 6 dicas que ensinam como administrar um condomínio da melhor forma.

1. Mantenha um diálogo claro com os condôminos

Uma boa comunicação proporciona a melhoria da relação entre os moradores e o síndico. Isso pode evitar discussões ou desentendimentos, o que é essencial para chegar-se a acordos que sejam benéficos para todos os envolvidos.

2. Peça feedbacks

É preciso saber como as pessoas enxergam o seu trabalho, a fim de entender se algo precisa ser mudado ou melhorado. Para isso, solicite que os condôminos realizem um relatório mensal com os pontos fortes e fracos dos serviços oferecidos no empreendimento.

3. Faça as manutenções sempre que forem solicitadas

Para garantir a segurança de todos, é fundamental prestar atenção às solicitações de reformas ou manutenções preventivas. Resolver os problemas rapidamente, portanto, é um sinal de que a gestão preocupa-se com a eficiência e com um atendimento de qualidade das demandas que surgirem.

4. Preste contas com regularidade

A prestação de contas é uma das tarefas mais imprescindíveis de um condomínio, pois, por meio dela, é possível elaborar um orçamento adequado às necessidades do imóvel e, ainda, ter transparência total dos recursos que estão sendo empregados.

5. Fique atento às regras internas

O regimento interno é o documento que prevê os direitos e deveres de todos os moradores e funcionários. Portanto, o síndico deve manter-se atualizado para tirar dúvidas ou autuar quem desrespeitar as regras. Com isso, é possível gerar credibilidade e confiança.

6. Considere contratar serviços terceirizados

Uma administradora condominial auxilia em diversas questões relacionadas ao imóvel. Ela presta trabalhos de assessoria, consultoria e orientação para a gestão, a fim de que o setor tenha amparo em todas as suas atividades. Antes de contratar o serviço, realize uma pesquisa de mercado e analise quais são as melhores opções para o seu caso. 

Agora que você já sabe como administrar um condomínio, certamente, será muito mais simples realizar essa tarefa no seu empreendimento, não é mesmo? Lembre-se de que uma boa gestão pode contribuir para a prevenção de reclamações por parte dos condôminos. Portanto, mantenha-se atento às nossas dicas e cumpra, de forma eficiente, todas as obrigações que o trabalho do síndico exige.

Gostou do conteúdo? Que tal colaborar para que essas valiosas informações alcancem ainda mais pessoas interessadas no assunto? Para isso, compartilhe o artigo em suas redes sociais! Até a próxima!