Como a tecnologia pode ajudar o síndico a organizar a administração de suas funções?

Ser síndico de um edifício não é uma tarefa simples. São várias as responsabilidades, como realizar a administração do condomínio, organizar as despesas, orientar os colaboradores que trabalham para o prédio, além de ser o conciliador entre os moradores. É preciso ter muito foco e atenção em todas as tarefas, já que são diversos apartamentos que devem seguir a legislação para uma boa convivência. E é o síndico que realiza todas as orientações.

Mas, será que não existe uma forma de deixar o serviço administrativo mais fácil? A resposta é: sim. Com toda a tecnologia que temos ao nosso redor atualmente, fica mais simples organizar e agilizar tarefas, mas sem perder a qualidade no serviço. Sendo assim, separamos algumas dicas tecnológicas que podem ajudar os síndicos a organizarem a administração de suas funções:

Aplicativos para controle de despesas

Existem diversos aplicativos que tem como objetivo organizar a vida financeira. E esses apps também podem ser bastante úteis para a administração do condomínio. Com eles, torna-se possível registrar todos os pagamentos realizados, fazer planejamentos, entender melhor os gastos e saber onde é possível economizar. Essa é uma excelente opção tanto para controlar as finanças, como também para possuir fácil acesso à toda a relação de despesas do condomínio. 

Reservas de áreas comuns

Assim como os aplicativos para o controle de despesas, também existem soluções de gestão que possibilita que o síndico organize de maneira mais prática a reserva de áreas comuns do condomínio, como churrasqueira, salões de festa e salas de cinema. Algumas plataformas permitem que, não só o síndico, mas também os moradores, tenham conhecimento de todas as datas reservadas já confirmadas para cada área do condomínio, tornando o agendamento algo muito mais dinâmico para todos. Geralmente esse tipo de gestor é oferecido por empresas especializadas no ramo predial. 

Biometria

O serviço de biometria na portaria e nas áreas comuns auxilia na identificação de entrada e saída de moradores, além de ter controle sobre a utilização de áreas como salões de jogos, academias, entre outros. A biometria dispensa até mesmo o uso de chaves para as áreas comuns e também ajuda a identificar moradores em caso de roubos ou vandalismos.

Monitoramento remoto

Existem aplicativos de monitoramento remoto que podem ser linkados com o sistema de câmeras do edifício, para que o síndico possa checar a qualquer momento o que está acontecendo nas áreas comuns. Isso auxilia na organização e boa convivência do condomínio, além de evitar possíveis atos de vandalismo dentro do prédio. As câmeras inibem e trazem segurança, e ao possibilitar o seu acompanhamento remoto, resulta em economia de tempo e praticidade.