Especialista em restauração predial.

5 prédios históricos em São Paulo para você conhecer

25 de março de 2019

Existem diversos prédios históricos em São Paulo e cada um deles registra uma bela trajetória, marcando uma época e contribuindo, significativamente, com o enriquecimento da cultura e arquitetura da cidade e do Brasil.

Trata-se de construções imponentes, que trazem estilos variados, inclusive registrando nossa herança de povos estrangeiros. Logo, são patrimônios que precisam ser preservados para que as próximas gerações possam conhecer nossas origens.

Alguns datam da época do descobrimento e colonização, outros são mais modernos, mas todos servem como inspiração por sua história e características arquitetônicas. Neste artigo, listamos 5 deles para que você conheça suas singularidades e se encante também. Acompanhe!

1. Palacete Tereza Toledo Lara

Projetado pelo arquiteto alemão Augusto Fried, o nome deste edifício é uma homenagem do Conde Antônio de Toledo Lara à sua filha, na época da construção (1910) com sete anos de idade. Em 1977 foi tombado como Patrimônio Histórico.

Inicialmente, era endereço de escritórios, especialmente de médicos, dentistas, advogados e comércio. Além disso, foi matriz da Rádio Record. Hoje, é intitulado como Esquina Musical de São Paulo, abrigando estabelecimentos comerciais e uma loja de instrumentos musicais.

  • Endereço: Rua Quintino Bocaiúva, 22, Centro — com laterais para a Rua Direita e a Rua José Bonifácio.

2. Edifício Guinle

Com 36m de altura, distribuídos em 7 andares, é considerado o primeiro arranha-céu de São Paulo. Seu estilo arquitetônico é art nouveau e foi projetado e construído pelo arquiteto catalão Hyppolito Gustavo Pujol Júnior e o brasileiro Augusto de Toledo, a pedido da família Guinle.

O intuito era abrigar a sede paulistana da empresa da família. Sua inauguração aconteceu em 1913 e, hoje, é propriedade de uma loja de calçados. Uma curiosidade é o fato de que essa construção é pioneira no Brasil no uso de concreto armado.

  • Endereço: Rua Direita, 49, Sé.

3. Edifício Martinelli

Idealizado pelo italiano Comendador Giuseppe Martinelli, é um projeto do arquiteto húngaro Vilmos (William) Fillinger. Com 105m de altura, entre os anos de 1934 e 1947 foi considerado o maior arranha-céu do Brasil. Sua inauguração aconteceu em 1929, mas as obras seguiram até 1934, quando totalizou 30 andares.

Já foi o mais alto da América Latina e serviu como abrigo para metralhadoras antiaéreas em 1932, durante a Revolução Constitucionalista, para defender São Paulo dos aviões do Governo da República. Hoje, pertence à Prefeitura e abriga escritórios e repartições públicas, sendo aberto para visitação.

  • Endereço: localizado no triângulo formado pela Rua Líbero Badaró, Avenida São João e Rua São Bento, no Centro.

4. Edifício Copan

Dos diversos prédios históricos em São Paulo, o Edifício Copan é um dos mais emblemáticos. Isso porque o projeto foi desenvolvido para comemorar os 400 anos da cidade, embora a inauguração date de 1966.

Símbolo da arquitetura moderna do Brasil é um projeto de Oscar Niemeyer e do engenheiro Joaquim Cardoso. Tem 115m de altura, 32 andares e a maior estrutura de concreto armado do Brasil, com um formato em S que chama a atenção.

Inicialmente, o projeto era para um edifício residencial com 600 apartamentos, encomendado pela Companhia Pan-americana de Hotéis. Hoje, também é o endereço de vários restaurantes prestigiados.

  • Endereço: Avenida Ipiranga, 200, Centro

5. Edifício Sampaio Moreira

Este edifício finalizou o monumento do Parque do Anhangabaú, sendo propriedade do comerciante José de Sampaio Moreira com projeto dos arquitetos Cristiano Stockler e Samuel das Neves. Com 50m de altura, foi inaugurado em 1924, sendo considerado o mais alto de São Paulo até a inauguração do edifício Martinelli, em 1929.

Esse protótipo dos arranha-céus foi utilizado como edifício comercial, mas, em 2010, foi fechado para reformas, mesmo ano em que houve a desapropriação feita pela Prefeitura. Em setembro de 2018 foi reaberto para abrigar a Secretaria Municipal de Cultura.

  • Endereço: Avenida Líbero Badaró, 340, Centro.

Existem muitos outros prédios históricos em São Paulo e cada um deles merece a nossa atenção, pelo viés histórico e arquitetônico que carregam. Todos são patrimônio da cidade e também do Brasil, pois inspiram as novas gerações ao mesmo tempo em que fazem conhecer a bela trajetória paulistana.

Gostou de conhecer um pouco mais da história de São Paulo? Então, compartilhe o artigo em suas redes sociais com seus amigos!